Dia 4 de setembro: canonização de Madre Teresa de Calcutá

Dia 4 de setembro: canonização de Madre Teresa de Calcutá

No próximo dia 4 de setembro, Madre Teresa de Calcutá será canonizada na praça de São Pedro. Para preparar-se espiritualmente para este evento, as missionárias da caridade organizaram em Roma uma série de encontros e celebrações.

A partir da quinta-feira, 1 de setembro e até o dia 7, a Universidade da LUMSA, acolherá a “exposição da vida, o espírito e a mensagem de Madre Teresa”.

Na sexta-feira, 2 de setembro, pela manhã, se celebrará a santa missa em vários idiomas na Basílica de Santa Anastásia no Palatino. Em espanhol será as 10h30, presidida pelo bispo Emílio Carlos Berlie. Depois de cada missa haverá oportunidade de venerar as relíquias da Beata Teresa de Calcutá e será possível confessar-se durante a celebração eucarística. Pela tarde, os peregrinos poderão escolher entre passar pela Porta Santa ou ver a exposição.

Pela noite, a partir das 20h30 até as 22h está prevista uma vigília de oração com adoração solene, presidida pelo cardeal Agostino Vallini e animada pelo Coro da diocese de Roma dirigido por Mons. Marco Frisina. Será na Basílica de São João de Latrão. A oração será para pedir “pela santidade das famílias, pela santidade dos homens e mulheres consagradas e especialmente, pela santidade dos Sacerdotes, ministros da misericórdia”.

No sábado 3 de setembro, pela manhã, na praça de São Pedro acontecerá uma catequese do Santo Padre. Enquanto isso, pela tarde, na Basílica de Santo Andre della Valle, às 17h, está organizado uma oração e meditação musical em honra da Beata Teresa de Calcutá – “Mother” – composta por Marcello Bronzetti. Depois será possível venerar as relíquias e se celebrará a eucaristia as 19h.

O domingo, 4 de setembro, é o dia da canonização, às 10h na praça de São Pedro, que será seguido pelo angelus do Santo Padre.

No dia seguinte, 5 de setembro, será a eucaristia de ação de graças presidida pelo secretário de Estado, o cardeal Pietro Parolin, na Praça de São Pedro. A missa será animada pelo coro da diocese de Roma dirigido por monsenhor Marco Frisina. Pela tarde, as relíquias poderão ser veneradas na Basílica de São João de Latrão. E nesse mesmo lugar, poderão ser veneradas durante toda terça-feira, 6 de setembro.

Por fim, nos dias 7 e 8 de setembro, as relíquias poderão ser veneradas na Igreja  de São Gregório Magno al Celio. Também será possível visitar o quarto de Madre Teresa no Convento de São Gregório.

Fonte: Zenit

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *