Fontana de Trevi na cor do sangue dos mártires

Fontana de Trevi na cor do sangue dos mártires

Na próxima sexta-feira, dia 29 de maio, um dos símbolos artísticos da cidade de Roma, a “Fontana de Trevi”, ficará tingida de vermelho para manifestar ao mundo o martírio dos cristãos nos dias de hoje.

A iniciativa, da Fundação AIS italiana, procura dar voz a “histórias” desse sofrimento, incluindo testemunhos de personalidades como o bispo caldeu de Alepo, D. Antoine Audo.

Para a Ajuda à Igreja que Sofre, a violação do direito de liberdade religiosa no mundo deve tornar-se tema central no debate público.

Assim, com este gesto, tingindo de vermelho a Fonte de Trevi, procura-se também mobilizar a própria sociedade para esta realidade cada vez mais atual.

Desde o anúncio da realização deste gesto público, a Fundação AIS italiana tem recebido o apoio de um número crescente de diversas entidades ligadas à Igreja Católica, como a Comunidade de Santo Egídio, o Movimento Comunhão e Libertação, o Movimento dos Focolares, ou de órgãos de comunicação social como o “Avvenire” ou o “Catholic News Agency”.

O evento terá transmissão ao vivo pelo canal de televisão da conferência episcopal italiana, a “TV2000”.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *